O exercício da escolha – uma preparação para o parto consciente

por Josie Zecchinelli em 13/07/2008

O controle emocional e mental é uma excelente ferramenta em determinadas situações. Ficaria ridículo se começássemos a chorar ao verificar que na conta bancaria não está o depósito tão necessário e esperado para garantir comida na mesa até o final do mês. Mas se estivéssemos diante do caixa do banco nesse momento, nos “controlaríamos” e respiraríamos profundamente para permitir que a onda emocional passasse para podermos pensar na melhor solução. Ainda assim, se você estiver grávida e engolir “esse sapo” sem ter bons resultados com a racionalização, o mais saudável é que chore profusamente se essa for sua necessidade mais intima. No caso da gravidez especificamente, a melhor opção é “perder o controle”, aprender que existe em você “uma voz”, que alguns chamam de intuição e outros de instinto, que guia toda mulher gestante, seguramente, até ao primeiro abraço com seu rebento logo após o parto. É um fenômeno que acontece com o gênero feminino durante o período da gestação. Perder o controle, nesse caso, não é virar uma idiota histérica, mesmo porque uma inteligência especial está disponível para que você exercite sua possibilidade de “escolha” baseada naquilo que você realmente necessita.

Acredito que a gravidez é muito mais do que aquele período em que você espera a chegada de um filho. É muito mais que as visitas mensais ao médico e todos os exames que você sequer sabia da existência. É mais do que um longo momento de risos e lágrimas genuínas. Mais que preparar um enxoval e decorar um quarto de criança.

No período gestacional você torna-se um cálice sagrado, a mensageira do milagre da vida, a bendita entre as mulheres, e muito há para ser vivenciado como ponto crucial de seu processo evolutivo como ser humano. A gravidez é um rito sagrado que pode desencadear um crescimento emocional e espiritual sem comparação.A nossa amada mãe natureza nos oferece esse tempo, os 280 dias da gestação, para que possamos maturar e estar prontas para a chegada de nosso filho. Não importa o quanto você esteja se achando uma tonta, que vive chorando pelos cantos ou tendo verdadeiros êxtases de alegria. Não importa se o cheiro do perfume de seu companheiro passou a te desagradar de um jeito que você nem consegue ficar perto dele quando ele o usa. É tempo de observar e obedecer a seus instintos…Coma melancias inteiras se isso te apetecer. Tenha quantas relações sexuais te satisfizer. Coma pitangas, pêssegos, uvas, bananas… uma boa relação com o paladar será uma ferramenta e tanto quando seus instintos começarem a te mover.

Os sentidos de uma forma geral são muito importantes na conscientização corporal, emocional e mental no período “De Graça” (um apelido para gravidez). A mulher tem tudo para atravessar o ciclo mais interessante de sua vida. O fato é que está havendo uma grande mudança em sua vida. Tudo te convida a MUDAR. Pronto, agora, já não há necessidade de longos processos terapêuticos, custo da terapia, etc. A realidade te chama e te diz: “Oi, é tempo de mudança, aproveite! Mude… reveja, recorde, agilize, descanse, caminhe, dance, nade. Seja o que há de sagrado aqui e agora!”. Não existe nada mais importante que você nesse ciclo. Sua gestação é também a gestação de uma nova mulher em você. Essa história tem um começo, um meio e um fim. Tem um tempo também… 280 dias. Aproveite!

Sabe aquelas coisas que você sempre adiou fazer? Faça, o tempo é esse! Sabe aquela dieta para a boa saúde que você sabe que deve fazer, mas com o automático ativo você quase não consegue tomar uma decisão consciente por dia? .Pois decida agora! Leia tudo sobre alimentação, culinária, visite um bom restaurante com comida saudável e orgânica. Crie uma rotina que priorize o seu bem estar. E não estou falando somente do lado físico, mas também e principalmente do emocional e mental. Afaste-se das burrices, informações de origens não idôneas. Prime pela qualidade em tudo. Ao que ouve, vê, saboreia, cheira…a tudo aquilo que entra e sai de você. Só converse com pessoas que possam expressar idéias e pensamentos.

Afaste-se daqueles que só sabem falar de outras pessoas…Amenidades têm seu momento, mas definitivamente nesse momento, acredite, você não precisa de amenidades, mesmo porque todo o seu SER está em revolução, gestando um ser humano. É um momento de magia. Você saberá quando estiver fazendo a “dieta da boa qualidade” que é escolhendo conscientemente tudo que entra e sai de você que atrairá para si tudo aquilo que necessita.

Você é a protagonista desse espetáculo. Escolha e deixe-se guiar pelos seus instintos e pela sua intuição. Mas preste bem atenção para não confundir seu medo com instinto e intuição. Isso é muito importante. A maioria de nossos medos é infundada. Mas somos condicionadas e estamos adormecidas, por isso às vezes podemos confundir nosso medo com nosso instinto e intuição. Preste atenção às coincidências, observe seu pensamento. Ele é criativo e te produz serenidade? Não anseie por nada diferente daquilo que seja o melhor para você. Siga procurando com confiança de que nada te faltará e que, quem cria a sua realidade é você. Portanto, crie um ambiente de amor para você. Se não souber que atitude tomar, pergunte-se: Como o amor agiria nessas circunstâncias? Escolha! Conheça suas opções! Escolha o tipo de assistência de que você precisa. Escolha o lugar de seu parto, a cor da roupa de sua “equipe”,a roupa que quer usar ou não usar, sua mãe de parto (ultimamente também conhecida como doula). Escolha seu obstetra (palavra derivada do grego cujo significado é: aquele que observa). Escolha quem vai estar no seu parto. Entreviste pediatras e anestesistas, tanto faz se sua opção for um parto hospitalar ou domiciliar.

O evento do nascimento do seu filho é muito importante, não é propicio que você seja manipulada nem pelos seus medos e muito menos pelo medo de outras pessoas. Esteja cercada de pessoas de qualidade. Sua sexualidade é o medidor da qualidade da sua vida. Escolha viver seu esplendor sexual. Sua sexualidade sagrada. Escolha estar em parceria com um homem que possa se deixar guiar pelas suas marés. Se o progenitor não atende a esse requisito, eu sugiro que se afaste dele o quanto antes. Sei que é absolutamente anti-institucional e que todas sonhamos com o exemplar Jose, Maria e Jesus, mas, o fato é que um homem insensível pode atrapalhar e muito. Se ele quiser tentar conscientizar-se, é bom para ele, posto que também está grávido e precisa de suporte para essa grande mudança. Mas jamais permita que ninguém se interponha entre você e seu bem estar. Nem mesmo a sua mãe, se esta se mostrar despreparada. Se você deseja uma mãe de parto, converse com essas mulheres, e escolha-as como quem escolhe um namorado. Seu corpo saberá que mulher será a eleita para ser sua mãe de parto. Leia palavras edificantes e nutritivas, para alegrar a sua alma. Pense, pois o pensamento é um evento. Pensar é raro. Nós vivemos sob uma tempestade de sensações, de elucubrações mentais, devaneios. Isso não é pensar. Pensar é bom, é do Bem.

Registre essa fase de sua vida, mesmo que você não goste de escrever. Dê uma chance á sua livre expressão própria. Não se julgue, você não tem esse tempo a perder. Vá direto ao assunto. Escreva as memórias desse período, escreva que leu este artigo e lembre-se que, se este pequeno artigo te tocou, é porque você faz parte de uma irmandade de mulheres, que dedicam a sua vida a exercitar os preceitos expostos aqui. Nunca mais você estará sozinha, pois, se você busca a sua integralidade, você é parte da Irmandade das Mulheres da Terra. Mulheres que se preparam silenciosamente para mudar o mundo, para gerar um mundo mais harmonioso e uma humanidade mais consciente e pacífica.

E embora este artigo esteja falando do período gestacional, como um tempo de transformações e maturação; todas as mulheres que pensam na gravidez ou que estão “grávidas” de um novo ciclo na sua evolução podem beber dessas palavras e experimentar sua vida como quem está “em graça!” Pois a Mulher está sempre concebendo e gestando algo dentro de si.

De modo que desejo a todas as mulheres grávidas e não grávidas, que não temam seus corpos, seus instintos e intuição! Vivam a sua sexualidade sagrada! Assumam o controle de suas vidas e a responsabilidade pelas suas escolhas.

Texto de Sandra Ebisawa, doula e escritora, que gentilmente permitiu que o publicássemos em nosso site.

Veja também:

9 comentários

  1. Carolina disse:

    Que texto maravilhoso! Que site fantástico! A-d-o-r-e-i! Obrigada Alex pela dica, e parabéns a todos! Um forte abraço, Carolina.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  2. Juliane disse:

    Amei!!! Amei !!! Amei !!!
    … amei o texto … a escolha das palaras … o site …
    Abraço Juliane

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  3. Parabens pelo site e pela dedicacao por um nascimento mais consciente e por consequencia, uma humanidade mais feliz…
    Nosso descendentes com certeza se beneficiarao disso.
    PAZ E BEM.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  4. Gostaria de registrar aqui minha infinita gratidão a você, Sandra! Tenho a felicidade de trabalhar como terapeuta ayurvédica, professora de Yoga e de yoga para gestantes. Atualmente ministro um curso chamado: Gestação Consciente. Tive a indescritível felicidade de parir em casa duas vezes e de acompanhar partos de amigas. Preparo-me oficializar esse aprendizado com o curso de doulas daqui a duas semanas e pretendo seguir adiante nessa missão, se assim a vida me permitir. Seu texto é um oásis no deserto de tantas visões medicamentosas e institucionais da gestação e do parto, e por que não dizer, da saúde de um modo geral. Tudo o que tinha a dizer para meu grupo de hoje a noite está aqui e peço sua permissão para utilizá-lo, com os devidos créditos, é claro.
    Quem sabe um dia possamos nos conhecer pessoalmente, apenas para acrescentar ao corpo a experiência da unidade que o espírito já prova desde sempre!
    Gratidão infinita!
    Felicidades!

    Avalie:   Positivo 2 Negativo 0

  5. Livia disse:

    site maravilhoso!! tem mtas coisas que procurei praticamente a gestacao toda, e só agora no finalzinho na reta final encontrei. E veio mto a calhar. Palavras leves, sábias, positivas. textos otimos. Estou compartilhando com todos que posso, com as amigas gravidas, quem que vier a engravidar.

    muito obrigada.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  6. jaqueline almeida disse:

    TExto lindo. traduziu tudo aquilo que eu sinto.
    uma mulher forte, que ama sua filha com um amor que nunca sentiu antes. uma mulher pronta para renascer enquanto su filha nasce.

    parabéns.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  7. Mariana Freire disse:

    Que lindo este texto! Obrigada por compartilhar suas ideias. Elas me ajudaram e me fortalecem. Estou com 8 mmeses e numa fase linda, potente e feliz! Sinto medos, mas sei que faz parte do mistério do futuro… Muito grata,

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  8. Lorrayne Franco Brandão disse:

    Estou de “graça” com 30 semanas de uma princesinha! Fiquei encantada com cada palavra, cada virgula que foi utilizada nesse texto tão sábio e tão verdadeiro. O site é super interessante e realmente nos faz tomar a consciência da verdadeira maternidade! Bom, o mínimo que posso fazer é guardar esse texto impresso dentro da minha pastinha, com meu diário que tenho escrito ao longo da gravidez. É maravilhoso! Parabéns :)

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  9. Mone disse:

    Gracias gracias gracias!!!

    Texto maravilhoso!!! Estou muito inspirada, conectada e empoderada!!!
    E sim,sempre estamos gestando algo dentro de nós….eu estou me gestando, gestando a doula que sou, a nova mulher que nasce!!!

    Um abraço gigante!!!

    Mone

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

A sua opinião conta muito.

Participe! Deixe um comentário nesta página: