O desmame ideal

por Josie Zecchinelli em 27/09/2009
Flávia e Lais

Flávia e Lais

Lais já vai chegando perto de seus dois anos. Totalmente apaixonada por meus peitos. Ela não pode me ver sentada que pede mamá. Faz carinho no meu seio, nos meus cabelos cada dia mais brancos… Quando satisfeita, recolhe meus seios debaixo da camiseta e faz carinho, afirmando que terminou. Acontece que eu andei meio cansada, andei insatisfeita, porque se eu digo “depois”, ela fica muito infeliz, não compreende e não desiste. Fui descurtindo a amamentação, mas minhas amigas sempre dizendo pra não desistir. Eu fui levando, meio sem saber, na manha de quem sabe que mulher é feita de luas, entra uma, sai outra, e a vida segue outros rumos. Esses dias, amanheci fortalecida e disse:

- “Pois sim, vou começar agora!”

Você me entendeu mal amiga, não falo do desmame, mas de pôr limite. Uma relação tem que estar confortável para todos, não basta apenas um feliz, tal foi minha convicção. Na hora H, eu, com todo cuidado, expliquei que o mamá estava guardado para mais tarde. Minha filhota olhou pra mim, fez cara de rogada e deu um puxão na minha blusa:

- Mamá!!!

Agarrou meu peito com se fosse sua reliquia, me deixando arrebatada diante de tamanha obstinação:

- Está bem…

Não me senti vencida, nem oprimida! Eu dei foi muita risada, porque sei que ela não larga o osso facilmente. Não será de uma hora para outra as mudanças que estou imprimindo na nossa relação, mas elas serão, elas virão com o passar dos dias. Hoje já está bem mais fácil do que ontem pedir um tempo. Amanhã ela terá aceito que os tempos mudaram, pois tantas luas passaram, e não somos mais as mesmas. Crescer é um processo, tanto para os pequenos, como para nós, mães de poucas ou de várias viagens como eu.

Para mim, amamentar é um imenso prazer. Eu adoro essa conexão, essa relação de interdependência que se cria entre nós. E na hora de mudar essa relação, tem muitas questões a serem levadas em conta. O desmame ideal… eu andei os últimos meses me perguntando como é o desmame ideal. Qual a forma e momento ideal de desmame? Qual mãe nunca ouviu um …”Deus me livre essa boca cheia de dente! Você não tem medo dela morder seu peito??” Dureza aguentar todo mundo dando palpite!!!

Minha bebê foi crescendo e eu até perdi a conta dos comentários. “Essa CRIANÇA ainda mama no peito, mãezinha? Ainda tem alguma coisa aí? Mas isso é só um agrado, um mimo, não serve pra mais nada! Vixi, isso ai vai precisar de psicólogo quando crescer, tão grande, mamando desse jeito!” Essa ultima, sem dúvida, foi a frase mais engraçada, visto que eu mesma sou psi! Eu, que nem dou ouvidos aos outros, dizia com o maior orgulho: Nós somos viciadas!

Eu hoje acho que o desmame é uma decisão da mãe com seu filho, mais ninguém tem o direito de emitir opinião sobre isso. Alguém fala alguma coisa sobre a forma com que você beija e abraça teu parceiro? Por que a amamentação desperta tantos comentários, como se fosse uma decisão de domínio publico? O controle social quanto à amamentação é imenso. Se a mulher não amamenta, ela é massacrada. Se ela prolonga a amamentação, ela também o é!!

Muitas vezes me se senti cansada e pedi opinião e ajuda dos outros. Mas eu procurei dar ouvidos às mulheres que pensam como eu. Poucas pessoas apoiam uma mulher a amamentar seu filho depois de um ano, quem dirá depois dos dois anos. Mas quantas pessoas já leram realmente sobre os benefícios da amamentação prolongada, se informaram sobre as recomendações de órgãos que estudam esse assunto? Quantas mulheres foram encorajadas a falar do espantoso poder de cura que a amamentação tem para as crianças pequenas?

Quando eu comecei a pensar em desmame com minha filha caçula, eu li a respeito em vários sites e comunidades do orkut. Foi engraçado, por que no fim das contas, aquilo tudo que eu li parecia estranho a mim. Com o passar do tempo, fui criando em minha mente uma ideia de como queria que o desmame de minha filha acontecesse. Eu mesma já estava começando a desejar uma nova fase na minha vida e fui me deixando preencher aos poucos por essa novidade. A maternidade e tudo que se relaciona a ela tomou conta de mim nos ultimos nove anos de forma transformadora e agora algo novo se movia em mim, como uma necessidade de dar passos diferentes, novos vôos.

Eu fiquei sonhando com a Lais ir por ela mesma se desinteressando, já que a vidinha dela já tinha tantas outras atividades mais interessantes. Depois de vários meses de conversas com ela sobre o assunto, foi rolando muita confiança de que ela entendia o que eu dizia. A Lais sempre insistia em mamar e mamar, sempre e a toda hora, apaixonadíssima pelos meus seios. Eu deixava rolar. Eu fui levando em conta muitos fatores, e me liguei na minha intuição. De alguma forma eu sentia que saberia o momento para esse desmame.
Assim, fui levando por vários meses, considerando as luas que passavam, o desenvolvimento emocional da minha filha, meu bem estar, e a harmonia da família toda.

O desmame não foi ideal, por que o ideal vive somente no mundo das idéias. O desmame da Lais não foi perfeito, por que onde há prefeição, eu me sinto mais imperfeita. O desmame da Lais foi tranquilo, como a lua que refletia no mar naquela noite, foi do jeito que nós duas juntas poderíamos fazer, e no momento em que nos sentimos capazes de enfrentar uma mudança tão fantástica como esta.

O desmame de uma criança de mais de dois anos não é como desmamar um bebê. Foi um desmame em conjunto, uma decisão em comum acordo. Quem tomou a atitude fui eu, porém, nós demos os passos juntinhas, uma apoiando a outra. Uma cedendo, quando a outra já não podia ceder. Quando eu disse que chegávamos ao fim, ela protestou sem choro, sem sofrimento. Eu senti que ela já esperava por esse momento, ela já estava mesmo pronta para enfrentar a mudança. A harmonia foi intensa. Foi no dia seguinte a única vez em que ela chorou, tristinha, sentindo falta do mamá, então, eu permiti que ela mamasse, foi uma mamada com muito respeito da parte dela. Para mim foi um grande alívio, porque meu seio doía, de tão cheio. Foi também a ultima vez em que ela mamou, por que daí em diante ela não mais reclamou. Ás vezes ela pedia para ver o mamá, passava a mãozinha com carinho e dizia que estava quente e sorria. O mais lindo sorriso que ela tem. Foi uma passagem tranquila para uma nova fase da nossa relação de amor de mãe e filha.

Deixo assim essa fase da maternidade de gerar, gestar, parir, amamentar. Uma nova lua se apresenta para mim, brilhando imensamente. Não que eu não tenha saudades de tudo que vivi nesses anos tão intensamente, não que eu não sinta insegurança no que tenho por vir. Porém, segura de que vivi plenamente a lua que estou deixando passar.

Flávia e Lais

* O texto trata-se de uma coletânea de dois depoimentos de Fávia Penido,
originalmente entitulados “Amamentar é uma arte de amor” e “O desmame Ideal”.

Veja também:

149 comentários

  1. Cristiane disse:

    Adorei o seu texto,me indentifiquei muito e vivo a sonhar com o desmame do meu bb de 1ano3meses mas terei paciência em esperar o momento certo.

    Avalie:   Positivo 4 Negativo 0

  2. Aurea disse:

    Deus abençoe sua sabedoria de vivenciar o amor e carinho de desmamar uma criança..Me ajudou bastante como tomar a decisão e os procedimentos para desmamar minha filha de 1 ano e o meses…Bjs.Felicidades..

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  3. Daiane disse:

    Obrigada por esse texto
    Me ajudou demais

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  4. mara disse:

    mara Que bom ler um depoimento tao confiante , amei. minha pequena valentina vai fazer 2 anos em junho e ainda tenho muito leite ,ela mama na mamadeira leite ,chas, suco … mas a teta como falamos e muito especial para ela .Estou a dois dias sem amamentar ,está doendo muito os seios eo coração,pois esta não é uma decisão fácil émuito dolorida para ambas.
    . Meu conforto é que ela está aceitando numa boa ,acho que de tando panejar e pedir uma luz . aluz veio na hora certa . Boa luz a todas .

    Avalie:   Positivo 2 Negativo 0

  5. Rosanete Peres disse:

    Parabéns, eu consegui amamentar quatro anos e é unico estes momentos, hoje minha filha tem 9 anos e lembra com muito carinho . Um abraço com carinhos para todos que acreditam em aleitamento prolongado eu sei que ouvimos de tudo mas atualmente esta comprovado cinetificamente que é bom o aleitamento prolongado. ” tem que ser bom para mãe, filho e pai juntos bem unido é possível e tranquilo. Sou nutricionista e trabalho com grupos de gestantes e gostei do material vou utilizar, mas os videos como gravar?

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

    • Meu filhinho, Benjamim, tem 1 ano e 2 meses. Não quero desmamá-lo. Nós dois temos imenso prazer com a amamentação e gostaria de mantê-la por anos ainda. Minha preocupação é que ele ainda não come; belisca uma coisinha ou outra – nos horários de refeição. Estava até hoje fazendo “livre demanda”, mas, além das repreensões todas por isso, recebi a recomendação de suspender o leite duas horas e meia antes dos horários de refeição. Acontece que, como trabalho alguns períodos, irregulares, do dia (duas manhãs e duas tardes), muitas vezes, volto, muitas horas depois, às vezes mais de 6, e ele não comeu nada! Fico meio sentida de me recusar a dar o peito e, ao mesmo tempo, pensando se, por uma fraqueza minha, não o estou prejudicando! Se alguém puder me ajudar com alguma orientação de experiência, agradeço muito!

      Avalie:   Positivo 2 Negativo 0

  6. Adelia Correia disse:

    O seu relato se parece tanto com o meu… Sempre disse que quando fosse tirar o peito do Ciro, eu iria sofrer muito mais do que ele.
    Estou nesse processo… Estou tomando medicamentos que me impedem de amamentá-lo. Uma pena!!! Ele com 2 anos e 11 meses, apaixonado pelos meus seios… Está sendo difícil, mas tenho tentado mostrar para ele que podemos ter a mesma intimidade de outras formas. Que bom saber que existem outras mães com as mesmas experiências…

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  7. Patrícia Meira Costa disse:

    Lindo e emocionante o depoimento…
    E também muito explicativo, principalmente para mim que sou uma mãe que ainda amamento minha filha Esther de 3 anos e 9 meses. Grande abraço!

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  8. Eveline disse:

    Pocha!!! me emocionei muitooo. Vivo na pele esse momento e não gostaria que ele se tornasse um debate familiar…cheio de teorias… como: deixa chorar umas 3 noites.. por que pra mim choro não significa só chantagem significa sofrimento…nem mesmo gostaria de passar borra de café no seio.. isso é covardia! A sua experiencia trouxe pra mim a certeza que eu estava precisando,de que o desmame pode ser um ato de amor, não só pela questão funcional / orgânica da alimentação insuficiente após o 6 meses… Mas, pelo fato de ser uma decisão da relação Mãe e Filha, o amor se constrói com respeito, inclusive o respeito das escolhas. Eu quero amamentar minha filha até que nós possamos chegar a uma negação conjunta. Iniciei uma terapia com uma Psiquiatra nesta ultima segunda feira e sentir que nas duras palavras dela que tentava me convencer do desmame… Sei que tem sido muito dificil pra mim porque minha filha ainda amamenta a noite toda..Mas nesses momentos me sinto tão bem mesmo que na madrugada é logico que tem momentos terríveis de sono intenso e perda de peso.. mas ainda não consigo me acostumar com a idéia de que aquele pedacinho de vida terá que sofrer com para desmamar. Penso que os filhos não pedem para nascer e suas vidas requerem da gente uma atenção muito diferente dessa que instituímos como ideal para viver.
    O ideal é ser feliz … sempre.
    Bjoss
    Obrigada pela direção!

    Avalie:   Positivo 4 Negativo 0

  9. Helen disse:

    Texto lindo, me exclareceu muitas coisas.
    Apesar de ler muito sobre amamentação e desmame, ainda não encontrei um jeito de iniciar com meu filho que vai fazer dois anos.
    Sinto muito necessidade de amamentá-lo, gosto muito, pq esse momento é único para nós. Nessa hora que conversamos e resolvemos nossas diferenças e também percebi que ele entende e obedece todas as coisas que menciono, principalmente em relação a educação, limites e desobediencia.
    Ele é muito agitado, ocupado com tudo, em outros momentos ele não presta atenção nessas coisas.
    Obrigada;)

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  10. patricia disse:

    Adorei o texto, me identifiquei completamente. Tenho uma filha de 1 ano e sete meses e estou neste dilema. Está sendo dificil as madrugadas mas qdo me imagino tirando o peito dela morro de dó, não sei se conseguiria ve-la chorando a falta do mama…Mas td no seu tempo e espero q a hora certa venha aos poucos sem sofrimentos para ambos os lados…

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  11. kelly cristina bezerra dos santos disse:

    olá, minha bebê tem 7 meses e já dou mamadeira a ela, só que ela é apaixonada por peito, vou deixar e ver até aonde vai.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  12. Uiara disse:

    Amei e me emocionei muito ao ler o texto. Tenho um filho de 7 meses e já escutei de tudo por ele mamar varias vezes durante o dia e tambem a noite. Me senti muito fortalecida para seguir meu coração e deixar meu pequeno ser amamentado até quando ele se sentir seguro para parar.Bjo a todas que amamentam

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  13. kelen Vieira disse:

    Nossa fiquei até emocionada com esse texto pois minha filha tem 2 anos e 9 meses e ainda mama no peito, e eu escuto o tempo todo as pessoas me criticando, mas é nosso melhor momento juntas, quando estou a amamentando,gosto muito, trocamos olhares e carinhos, sinto o amor da gente nessa hora, é algo de Deus mesmo

    Avalie:   Positivo 3 Negativo 0

  14. Patricia disse:

    Amei o artigo. Que amor lindo!
    Também estou na mesma. Não está sendo fácil.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  15. ELIONAI disse:

    NOSSA,ADOREI O DEPOIMENTO,TENHO UMA FILHA DE 2 ANOS E 3 MESES E VAI FAZER 1 MES QUE CONSEGUIR TIRAR ELA DO PEITO,NÃO FOI FÁCIL. CONVERSAVA COM ELA TODOS OS DIAS,MAS ELA NÃO ENTENDIA MAS AOS POUCO CONSEGUI. CHOREI MUITO E ELA SENTIU MUITO TAMBÉM FOI MUITO DIFICIL.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  16. Camila disse:

    Chorei com sue depoimento! Meu pequeno DAvi esta com 18 Meses e eu gravida de 2! Foi aconselhavel desmama-lo agora! Estou muito triste, choro mais que ele pois esse momento meu e dele esta chegando ao fim, uma fase maravilhosa na minna vida! Fui muito criticada tambem por amigos que so deram formulas aos seus filhos. Elas me viam nas festas dando mama e diziam: voce ainda esta nessa? Eu nem respondia a tamanha ignorancia. Meus planos erA continuar ate os 2 anos mas tudo bem, estamos aguardando a chegada do proximo baby com muita alegria! Abraco Camila

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  17. Nesse momento estou em lágrimas, minnha filha tem 2 anos e esta muito difícil desmama-la, dói saber que ela sofrerá, e consequentemente eu também, como queria que ela olhasse pra mim e me dissesse que não quer o peito, como eu queria que partisse dela, eu sei que ela vai sentir, mas a minha insegurança é mais do que eu vou sentir ao ve-la sofrer!! Deus abençoe a todas vcs!!

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  18. Priscilla disse:

    Lindo texto. Até me emocionei! Parabéns!
    Meu bebê tem 1 ano e 4 meses e “somos viciados” em “peito”. Ele mama toda hora, várias vezes por dia, às vezes só para ter um aconhego. Gosto muito de amamentá-lo e tentarei manter isso por mais algum tempo. Muita gente critica, julga, recrimina… Mas o importante é que meu bebê ainda precisa do peito. Então, vamos seguir com esse momento tão gostoso que só às mães é permitido (e a lua de mel com o marido vai ter que esperar mais alguns meses!!!).

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  19. Mary disse:

    Oi, puxa tbm me emocionei, estou passando por isso, as vezes quero pq está ficando desconfortável, mas como a bb entende tudo está cruel demais! Ela chora mto, agora pouco eu estava chorando com o texto, ela veio me consolar e já se aproveitou para mamar!!! poxaa estamos sofrendo, mas vai passar! Tdo de bom p vcs, são lindas!!!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  20. DANIELE disse:

    Belo depoimento, emocionante e incentivador !!!
    Minha filha tem 2 anos e 3 meses e também é viciada em mamar … somos mto próximas … ao meu ver AMAMENTAR é a mais pura expressão do AMOR !!!!!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  21. Diana disse:

    Parabens, Flavia.
    Voce parece uma pessoa muito segura de si e esclarecida.
    So quero desmamar minha filha de 18 meses durante a noite pq nao e mais necessario para ela, e tambem quero aproveitar para dormir mais a noite.
    Amo amamentar…, tanto eu quanto ela somos viciadas, e um contato MARAVILHOSO que nao deixo ninguem se intromenter tambem, moro no Canada e medicos daqui falam que nao e mais necessario etc, alias vejo bebes de semanas ja com uma mamadeirona na boca, eu respondo: isso e um elo meu e dela que nao quero que ninguem de fora se meta, tambem acho que as pessoas nao tem esse direito, agradeco muito a Deus por poder amamenta-la, pois e um ato muiiiito prazeroso e importante para ambas, sinto-me na plenitude da maternidade, e muito divino, mesmo tentando outro bebe nao vou parar de amamentar, conheco varias mulheres que nao pararam e tem seus filhos absolutamente saudaveis e normais, essa e uma teoria que a maioria dos medicos leem nos livros, mas nada comprovado.

    Beijos a todos e muito sucesso na amamentacao e desmame.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  22. silvia disse:

    Lindo texto, estou aqui chorando de tao emocionada! Tenho um bebe de 13 meses e AMO amamentar.E escuto tdo dia – “mas vc AINDA amamenta?”, rsrsrs, nem ligo, é um momento so meu e da minha filha. Indescritivel. Obrigada pelas suas palavras. Valeu meu dia.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  23. Adriana disse:

    Engraçado! Entrei no site procurando formas de desmamar minha filha, e o que encontrei foi uma bela lição de respeito e cumplicidade. Minha filha tem 1 ano e 8 meses e é muito carinhosa, mas, quando digo: “Mamãe não vai dar mamá agora.” ou “Chega de mamar neném.”, ela me agride com muita revolta e isso me arrasa… Mas, no seu depoimento Flávia, pude entender que eu a estava agredindo primeiro por tentar tirar dela, de forma tão parcial, algo que a faz sentir-se bem e amada. Como posso ter o respeito e a compreensão dela assim? E, na verdade, minha decisão de desmamá-la me fez perder o foco certo: A ligação mãe e filha e o prazer que a amamentação proporciona pra nós duas. Amo meu bebê e quero vê-la feliz. Decidi que vamos encontrar juntas o momento certo! Muito Obrigada! Beijos a todas as mães que amamentam com amor.

    Avalie:   Positivo 4 Negativo 0

  24. Alessandra Sotero disse:

    Como eu gostaria de estar numa situação diferente das outras mães e seus depoimentos, contudo, o que me trouxe a este site foi justamente esta situação a qual todas já relataram – dificuldade de desmamar e principalmente a dificuldade em lidar com a opinião dos outros…
    De igual modo me emocionei. Minha filha tem 1 ano e 9 meses e gostaria de amamenta-la até qdo ela quisesse mas me sinto cansada com as noites mal dormidas e com as inumeras vezes em que ela me procura para um golinho… Ela já come de tudo mas continua buscando este mimo…
    Nunca tentei tirar pois é um momento intenso para nós duas mas me vejo obrigada a lidar com isso com mais razao que emoção…
    Sei que este momento chamado ideal vai chegar e vamos comemorar juntas por mais esta conquista! Afinal, ser mãe é conquistar vitórias incríveis com esta vidinha que chegou para arrasar nossos corações!
    Um abraço (cheio de admiração) a todas que desejaram e puderam amamentar seus filhos! Amor puro!
    Alessandra Sotero.

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  25. Andrea disse:

    Nossa! Que lindo! Até me emocionei… seu texto me fez passar um filme na cabeça. Cada comentario que você ouviu à esse respeito (com excessão o d eprecisar de terapia) eu também já ouvi. Meu filho caminha para os dois anos e estou me preparando para desmamá-lo. Estou procurando ler bastante sobre o assunto, pois sou radicalmente contra cortar de uma só vez. Quero ir aos poucos, mas quando falo para ele parar, pois já é um rapazinho, ele diz “qué não…anthony qué mamá peito da mamãe… tá gostoso…” Neste caso, só rindo mesmo e esperar outra oportunidade para tocar no assunto de novo. Aos poucos, sei que vou conseguir… mas que é uma delícia, isso sim…
    Beijos e obrigada pela ajuda…
    Andrea Paiva Quintão Brandão

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  26. Adriana Vitorino disse:

    Olá!!! Que texto maravilhoso!!! Reconfortou meu coraçao!!!! Tenho 37 anos e sou mae de 4 filhos!!! Meu primeiro filho nao consegui amamentá-lo por muito tempo, tive mastite no primeiro mes e que evoluiu para um abcesso!!! Tive que secar o leite pois nossa vida virou de cabeça para baixo, nao conseguia segurar meu bebe no colo, meu marido nao podia ir trabalhar … enfim … sofri muito mas tive que fazer pelo bem de todos!!! Minhas filhas de 5 e 8 anos consegui amamentar por bastante tempo e o desmame foi bem tranquilo mas na hora que tinha que ser!!! Minha filha caçula tem 3 anos e 2 meses e ainda mama para dormir!!! Eu amo amamentá-la … até um certo período era muito dificil por que ela acordava muito de noite e nossa qualidade de vida era bem ruim, daí resolvi diminuir as mamadas, foi muito bom pois ela começou a se alimentar melhor, aceitou mamadeira e passou a dormir a noite toda!!! Sendo assim dou o peito a ela com muita alegria, é tao gostoso, sei que nao deve mais alimenta-la mas ela adora!!! Alias … ela tem verdadeira adoraçao pelo “peitinho”!!! Mas … de tanto me dizerem que já está na hora de parar, essa semana resolvi parar de amamentá-la!!! É tao triste … fico me perguntando … por que isso encomoda tanto as pessoas?!!! Me sinto como se estivesse comentendo um crime!!! As pessoas falam de um jeito que me sinto envergonhada!!! E tudo isso por que estou amamentando um filho!!! Juro que nao consigo entender!!! Psicologicamente falando … quais os males que posso causar para minha filha?!!! Será errado mesmo?!!! Será que essas pessoas estao certas?!!! Mas enfim … hoje completa 6 dias que ela nao mama!!! Só que todas as noites ela pede … ontem mesmo pediu pra ver … beijou meio seio, cheirou e encostou o rostinho … me deu tanta vontade de dar o peito a ela, mas fui forte e resisti!!! Me sinto muito feliz por vivenciar isso, sofri muito por nao ter conseguido amamentar meu primeiro filho e tinha muito medo de que tudo se repetisse mas graças a Deus consegui amamentar as outras e viver essa experiencia incrível!!!!! Desejo boa sorte a todas … que Deus as abençoe!!!! Beijos!!!!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  27. Dany disse:

    O mais lindo texto que já li sobre amamentação.. o mais verdadeiro. Parabéns!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  28. Raquel Silva disse:

    Adorei seu txt, minha bb está com 2 anos e 1 mes , essa é a segunda vez que tento desmama-la, bom dessa vez está correndo tudo bem, mas a primeira foi muito dificil pra mim ela estava com 1 ano e 10 meses…nossa eu chorei muito e senti muito a falta dela..decidi voltar a amamenta-la, mas só na hora de dormir, ou seja 2 vezes ao dia…com essa minha atitude ficou até mais facil, pois meus seios, não doeram tanto e como dizem entendeu que a produção de leite diminui, bom estu há 1 semana sem amamenta-la, ela está aceitando numa boa, conversamos antes, e minha preocupação era pra hora de dormir..ela entendeu tão bem , que pede mamadeira, e depois pega no sono…sinto falta de amamentar, como vc disse, gerei, pari, amamentei, fiz a minha parte.

    bjo e valeu pelo txt, me deixou mais forte

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  29. Rafaela Kênia disse:

    Olá!
    Puxa vida,nunca havia me identificado tanto com uma intuição/opinião como a sua. Tenho uma filha de 2 anos e meio e estamos vivendo esse exato momento. Quero que ela desmame naturalmente e juntas em comum acordo. As pessoas sempre com opiniões prontas me dizem: “Nossa, uma menina desse tamanho mamando?!” Mas, não me importo, esse é um momento particular meu meu e da minha querida Helena… E juntas estamos descobrindo como os ciclos se abrem e fecham.

    Um abraço!

    Rafaela Kênia BH-MG

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  30. Carla Bueno disse:

    Me emocionou, o seu depoimento. Fico pensando em desmamar minha filha de 1ano e 6 meses e acho as técnicas muito exdruxulas, passar coisas margas, pó de café e até pimenta. Sinto uma forte dor em ter que faze-la, de susto, largar o peitola que tanto ama e respeita. Então, chego aqui e encontro este lindo depoimento, respeitosa forma de amor e de cumplicidade entre dois seres, mãe e filha. Amei, estou decidida, vamos esperar o nosso tempo, não o meu, ou o dela, o nosso. Obrigada!

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  31. claudia disse:

    me emocionei ao ler seu texto, pois neste momento meu bebezão de 2a e 10 meses dorme, depois de tomar um copinho de leite com achocolatado,que ele adora… hoje foi o primeiro dia que não amamentei ele, estou cheia de leite, mas tenho receio de continuar, pois ele conseguiu adormecer sem mamar, eu disse a ele que o “papa” como ele chama tinha acabado, disse com todo o jeito que eu encontrei… ele chorou, fez pirraça, mas acho que aceitou… de madrugada é que vai ser difícil, pois ele acorda procurando o peito… talvez eu mantenha a madrugada, pois vai ser bem dificil pra ambos, porém preciso deixá-lo crescer e ajudá-lo, pois acho que isso está influenciando a demora do desfralde… ele não quer fazer xixi no penico… estou um pouco confusa, mas estou sentindo que chegou a hora… bjs querida, fique com deus!!!!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  32. Fabio Massutti disse:

    Olá Josie e Flávia

    Parabéns por este testemunho, considero o texto um verdadeiro poema, uma declaração de amor da mãe com a filha…
    Estamos vivendo este momento, minha esposa, nosso filho de 2 anos, e eu…mas sou um espectador nesse momento, esperando para ajudar de alguma forma…mas pelo que li, é mesmo o momento deles dois.
    Fiquei emocionado com sua história, linda !
    Parabéns por viver tão intensamente sua maternidade e respeitar com tanto amor, carinho e sutileza o momento da sua pequena.
    Abraços e carinho sinceros a todas (inclusive à linda Lais).

    Avalie:   Positivo 2 Negativo 0

  33. Michaela disse:

    Nossa.. eu até chorei lendo seu texto. Ainda amamento minha bb de quase 8 meses e ainda pretendo amamentar por um bom tempo.. E quando chegar a hora que seja um momento belo como o seu..

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  34. rosemary disse:

    eu tenho 19 e uma filha de 1 ano e 5 meses
    adoro amamentala enao pretendo desmala tao cedo porque a amamentaçao e muito importante para as crianças e eu apoio as maes que dao de mamar ate mais de 1 ano que elas estao fazendo o melhor para seus filhos!!!

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  35. Bruna Lucena disse:

    Achei o texto lindíssimo… Chorei de tão emocionada. Me serviu pra ter ainda mais certeza de que eu estou fazendo a coisa certa pela minha filha ao amamentá-la. Ela ainda é pequena (tem nove meses) mas já sou bombardeada com coisas do tipo “ela não dorme porque o peito não sustenta”, “ela deve sentir fome, só mama no peito…”, “tá na hora de dar mamadeira pra ela e tirar o peito…” entre outras coisas. Sou adepa da idéia de que se eu produzo leite é porque é o que ela precisa, afinal nunca vi nenhum outro mamífero dando leite sintético ou de vaca (a não ser a vaca) para o seu filhote. Dou o mamá com o maior prazer do mundo, mesmo me cansando devido as noites mal dormidas. Tenho certeza de que a melhor coisa do mundo é ver o sorriso dela quando mostro o peito e ela vem correndo pra mim (foi assim que ela aprendeu a engatinhar =D) No mais, parabéns pelo ato de amor que é amamentar um filho e obrigada por dividir de forma tão linda a sua experiência. Como mãe de primeira viagem, é reconfortante saber que estou no caminho certo com a minha filhotinha. E que a minha Laura mame o quanto ela desejar e que a gente consiga achar um equilíbrio nessa hora tão especial que deve ser o desmame.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  36. ana luzia torres lorenzo disse:

    amei seu depoimento que deus continue abençoando sua princesa.ea minha que ainda mama no peito com dois anos e meio.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  37. Simone disse:

    Oi, lindo seu depoimento, amei!
    Também amamento, meu filho tem 1 ano e 7 meses e também é apaixonado pelo meu seio, ele falava mamá e agora ja fala peito mamãe, ele mamá em um e o outro fica mexendo…queria que ele se desinterresase mas esta dificil, nos dias de semana pede quando chega da escolinha e antes de dormir, também pede algumas vezes durante a madrugada, e nos finais de semana em casa pede varias vezes, como dou deitada e ele deitado sobre mim, pega um travesseiro e pede pra mim me deitar, um fofo…vou aproveitar sua dica e começar a explicar pra ele que esse momento vai chegar e mesmo assim nada vai mudar entre nós…
    Queria saber se enquanto vcs estão ainda amamentando tomam algum anticoncepcional? Eu tomo o normal, algumas pessoas dizem que isso pode prejudicar meu bebe ja que passa hormonois femininos, alguem sabe de algo?
    Abraços

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  38. Priscila disse:

    Nossa que lindo, parabéns pela sua experiencia, CHOREI DE EMOÇÃO…
    Estou passando pelo processo de desapego, pq é tanto p eles qto p nós, Assim como foi o primeiro dia na escolinha. Eu que perguntei para a dona qto tempo precisaria p se adaptar,(Giovanna c seus 6 meses), e ela c um sorriso sábio me respondeu com uma pergunta:
    - Qto tempo VOCÊ precisa p se adaptar?

    Que AMOR MAIS DOIDO ESTE, é um AMOR que dói…

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  39. Sandra Veiga disse:

    Parabéns pelo texto e pela iniciativa. Sua emoção foi perfeitamente traduzida pelas suas palavras, as quais me incentivaram a esperar pelo momento “ideal”. Ana que está com 2 anos e sete meses tem uma personalidade muito forte, e a cada tentativa de desmame, se mostra mais determinada em continuar mamando. Não quero travar um duelo com ela, pelo contrário, quero que esse momento seja, apesar do meu cansaço, um momento mágico para nós duas, como sempre foi.
    Grande abraço.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  40. Elaine Politano Stanisce disse:

    Amei o seu relato!!! estou vivendo o início do desmame gradual de meu filho de 1 ano e 11 meses, após um longo processo onde tive que pesar algumas coisas em minha vida familiar e profissional… nunca me senti pressionada pelas opiniões externas (que muitas vezes vêm até de médicos e de profissionais da saúde….- nunca da pediatra de meu filho e de minha GO, que foram escolhidas com muito critério!)- apesar de estar segura de que ele está pronto e de que chegou a hora e de tudo estar correndo natural e suavemente, estou sofrendo um pouco antecipando a falta que sentirei dos nosso momentos tão incríveis.. do olho no olho, no carinho dele no colo do meu peito, nos sorrisos com o bico na boca… tenho vontade de chorar… mas sei que faz parte do NOSSO crescimento – do filho e da mamãe… Como disse a Priscila, é UM AMOR QUE DÓI… e eu acrescento: O MAIOR AMOR DE TODOS!!!
    MUITO OBRIGADA!!!! Sejam muito felizes sempre!!!!!
    Elaine (mãe de Pedro)
    Santos/SP

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  41. Joyce disse:

    Oi!Estava procurando no google um jeito de desmamar minha filha de 18 meses e acabei aqui…..Li o seu texto e me emocionei muito!!!Estava vendo somente o meu lado e não o lado dela…do aconchego e conforto que ela sente em estar no meu colo,me fazendo carinho,olhando pra mim com aqueles olhinhos tão vivos!!!Pois bem….acabei de desistir!rsrs…vou esperar o momento dela…Obrigada!

    Avalie:   Positivo 2 Negativo 0

  42. Cris Lara disse:

    Oi, meu filho tem 1a 2m, está difícil, já fiquei 4 dias sem amamentá-lo mas ele chorava dia e noite e acabei desistindo, acho q esse vai longe mamando.Mas vc me ajudou vou continuar até q ele entenda.Obrigada.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  43. Adriana Schiavon disse:

    Oi Flávia, só pra dizer… tenho uma filha linda, ela tem 3 anos e 2 meses e ainda mama no meu peito. Bem, não sei se tem alguma coisa a ver, mas tive a Ana Clara com 40 anos, hj tenho 43 e me sinto muuuito feliz em amamentá-la … Temos nosso tempo juntas, nosso tempo de carinho, de amor, do mais puro afeto …
    O peito não é somente uma fonte de alimentação para a criança .. vejo como um porto seguro para minha filha … qdo está doentinha quer peito, qdo está insegura, assustadinha com algo quer o peito … bem como nos momentos felizes tb … e assim vai.
    Bem, gostaria de dizer que gostei mto de coisas que li em sua matéria, pois acho q cada caso é um caso. Mtas pessoas dão palpites, mas nós mães é que realmente sabemos o que é melhor para nossos anjinhos.
    Já converso com a Clarinha sobre o desmame e ela, muito faceira, diz que vai parar com 5 anos, já tem 3 então só faltam o 4 e o 5!!!! rsrsr …. Sei que sentirei o momento certo e aí sim nos desligaremos por completo desta maravilha chamada AMAMENTAÇÃO!!!! Só mais detalhe: tenho mais 2 filhos, um de 24 anos e outro de 19, ou seja, tive meu primeiro filho com 18 anos e a caçulinha com 40, sou uma mulher extremamente feliz e realizada com minha maternidade, graças a Desu!!!!! Bjs pra vc ….

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  44. Rachel disse:

    Parabéns Lindo seu relato.
    Eu estou vivendo um drama com o meu filho, ele vai fazer dois anos no próximo mês. Não dei xupeta e nem mamadeira pra ele, ele só aceitou sólidos aos 18 messes, e não come muita coisa, só quer saber de peito, eu gosto de amamentar mais amamentar durante a lê acorda madrugada esta cada vez mais desconfortável, ele acorda varias vezes pra mamar então decidir iniciar o desmame noturno. Mais ele não aceita, eu converso falo que esta escuro e que ele tem que voltar a dormir de manhã ele mama mais ele não quer saber, fica tão revoltado que levanta da cama e quer sair do quarto. O pior é que agora ele parou de comer, não quer mais nada, quer peito a cada 10 minutos.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  45. Rute Souza disse:

    Nossa que linda relação de amor e respeito entre mãe e filha !
    Eu estou passando pelo desmame nesse exato momento e não é fácil,sinto muita vontade de dar o mamar para a minha pequena Maria Sofia… Ela frequenta a créche e por falta do mamá,ela acabava por não se alimentar corretamente,até em casa mesmo,é bem difícil!
    No momento ela dorme tranquilamente,até o momento,rs.
    Beijos a todaaas e todooos com carinho,
    Rute de Souza.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  46. Rute Souza disse:

    Só para deixar resgistrado,que eu amei a história,achei linda!
    Muito obrigada por vocês existirem!

    Avalie:   Positivo 1 Negativo 0

  47. Vanessa disse:

    Muito lindo seu depoimento. Estou vivendo a mesma coisa com filho TIago de 2 anos e 1mes. O mundo parece ficar incomodado com minha amamentação, mas Deus, o TIago e eu sabemos que na verdade aquele momento é único, parece que tudo fica calmo e que de alguma forma a cada mamada ficamos mais próximos um do outro.
    Vc me ajudou bastante!

    Vanessa

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  48. maria vanderliza disse:

    Estou grávida de 3 mese e o meu filho tem 2 anos e 2 meses, e ele também é apaixonado pelo mamá, estou sofrendo pq ele é muito carinhoso tenho conversado com ele, falando que ele já é um rapazinho,mas quando ele responde(Só um pouquinho mamãe) ACABO CEDENDO, tentei também colocar pimenta, pó de café, mas foi em vão, este texto me fortaleceu e vou esperar o momento certo não deixando de conversar com ele. bjs

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  49. maria vanderliza disse:

    Estou grávida de 3 mese e o meu filho tem 2 anos e 2 meses, e ele também é apaixonado pelo mamá, estou sofrendo pq ele é muito carinhoso tenho conversado com ele, falando que ele já é um rapazinho,mas quando ele responde(Só um pouquinho mamãe) ACABO CEDENDO, tentei também colocar pimenta, pó de café, mas foi em vão, este texto me fortaleceu e vou esperar o momento certo não deixando de conversar com ele. bjs Vanderliza.

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

  50. Priscila Piccinin disse:

    Que texto lindoooo… fiquei muito emocionada ao lê-lo! Minha filha tem um ano e sete meses e estou muito cansada… daqui dois meses volto a trabalhar e queria muito que ela já tenha largado o peito! Vamos ver… por mim, deixaria e esperaria o momento dela! Obrigada por suas palavras… Bjs

    Avalie:   Positivo 0 Negativo 0

A sua opinião conta muito.

Participe! Deixe um comentário nesta página: